FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Assassinato de Sargento eleva para 40 o número de PMs mortos no Rio este ano

Morte de Carlos Eduardo evidencia que violência contra policiais fluminenses aumenta consideravelmente no estado do Rio de Janeiro

Denise Luna, Rio de Janeiro

28 Abril 2018 | 14h57

Subiu para 40 o número de policiais militares mortos no Rio de Janeiro deste ano, com o assassinato deste sábado, 28,do sargento Carlos Eduardo Gomes Cardoso, de 36 anos. Ele foi morto durante uma operação na manhã deste sábado na comunidade Bateau Mouche, em Jacarepaguá. O sargento chegou a ser levado para o hospital Lourenço Jorge, na Barra, mas não resistiu.

+++ Uso do Exército para combater o crime nos Estados cresce pelo menos 3 vezes

+++ Polícias e Forças Armadas mapeiam 850 áreas no Rio sob domínio do crime

Segundo o Comando da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, ele era casado e deixa 2 filhos. O sargento era lotado no 41º Batalhão da Polícia Militar, no Irajá, e estava há 12 anos na corporação.  De acordo com o Disque Denúncia, além dos 40 policiais militares, já morreram este ano dois policiais civis e um agente penitenciário.  



 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.