Assassinos de aposentado são presos no Rio

Homem, que sofria de perda de memória, foi morto por dois assaltantes após esquecer a senha do banco

Clarissa Thomé, do Estadão,

09 de agosto de 2007 | 19h27

Dois acusados do assassinato do aposentado Francisco Sérgio dos Santos, de 59 anos, morto dentro de um caixa eletrônico em Bento Ribeiro, zona norte do Rio, no último sábado, foram presos pela polícia na noite de quarta-feira, 8. As câmeras do banco flagraram o momento em que o analista de sistemas Breno Amora Xersan, de 25 anos, atirou contra a vítima. Mário Ferreira Corrêa, de 26 anos, filho de um policial civil, ficou do lado de fora, dando cobertura. Santos foi morto porque não conseguiu lembrar as senhas. Ele sofria de perda de memória, segundo a família. A polícia divulgou parte das imagens captadas pelo sistema interno do banco. O momento em que o aposentado é baleado foi editado, por causa do impacto da cena. "Ele (Xersan) alega que o disparo foi acidental. Mas pelas imagens não há dúvidas de que ele mirou e atirou. Ele aparece gritando com o senhor Francisco, cobrando o dinheiro, e atira", afirmou o delegado Hércules Pires do Nascimento, que investigou o crime. Duas mulheres que estavam no caixa eletrônico também foram assaltadas. Uma delas foi obrigada a realizar três saques no valor total de R$ 450. Santos entrou no caixa eletrônico e não percebeu o que estava acontecendo até ser abordado. Sob pressão, não conseguiu lembrar a senha. Xersan foi preso em Maricá, na Região dos Lagos, onde vivia. Ele estava de malas prontas e se preparava para fugir para Florianópolis (SC). Corrêa foi preso em Bento Ribeiro. O caixa eletrônico assaltado fica na Rua João Vicente. Em fevereiro deste ano, a empresária Rosa Vieites teve seu veículo Corsa roubado na esquina da João Vicente com Heitor de Melo. O filho dela, João Hélio Vieites, de 6 anos, ficou preso ao cinto de segurança, do lado de fora do carro, e morreu ao ser arrastado por sete quilômetros.

Tudo o que sabemos sobre:
Assassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.