Atropelamentos por trem e ônibus deixam 2 mortos e 3 feridos no Rio

Mãe e filho morreram ao tentar atravessa linha férrea próximo à estação Manguinhos; no centro, ônibus do tipo 'frescao', teria avançado o sinal e atingiu três pedestres

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

06 Outubro 2011 | 05h22

SÃO PAULO - Duas pessoas morreram e três ficaram feridas, entre as 18h e 20h30 desta quarta-feira, 5, em dois atropelamentos, um por trem, em Manguinhos, zona norte, outro por ônibus, na região central da capital fluminense.

 

No início da noite, Luciana Palmeira Lalico, de 28 anos, e o filho dela, Samuel, de 2 anos, foram atingidas por um trem próximo à estação Manguinhos, ao tentarem atravessar a linha férrea da Supervia num trecho onde ocorrem obras - do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal - de elevação dos trilhos para que este tipo de acidente seja evitado. O caso foi registrado na 21ª Delegacia de Polícia, de Bonsucesso.

 

Ônibus. Eram 20h30 quando Leonardo Antônio, de 25 anos; André Luiz Carvalho, 34, e Deisy Marques Porto, 58, foram atropelados por um ônibus do tipo "frescão" - maior, equipado com ar condicionado e de tarifa mais alta - na esquina das avenidas Rio Branco e Almirante Barroso, no centro da cidade.

 

Segundo policiais militares lotados no Batalhão da Praça da Harmonia, testemunhas disseram que o condutor do coletivo, placas KNT 7534, trafegava pela Rio Branco e teria desrespeitado o sinal vermelho. André teve fratura na clavícula; já Leonardo e Deisy sofreram escoriações. Todos foram encaminhados para o Hospital Souza Aguiar.

 

O motorista foi levado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. Na sequência, foi liberado, para responder judicialmente pelo acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.