Atropelamentos por trem e ônibus deixam 2 mortos e 3 feridos no Rio

Mãe e filho morreram ao tentar atravessa linha férrea próximo à estação Manguinhos; no centro, ônibus do tipo 'frescao', teria avançado o sinal e atingiu três pedestres

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

06 de outubro de 2011 | 05h22

SÃO PAULO - Duas pessoas morreram e três ficaram feridas, entre as 18h e 20h30 desta quarta-feira, 5, em dois atropelamentos, um por trem, em Manguinhos, zona norte, outro por ônibus, na região central da capital fluminense.

 

No início da noite, Luciana Palmeira Lalico, de 28 anos, e o filho dela, Samuel, de 2 anos, foram atingidas por um trem próximo à estação Manguinhos, ao tentarem atravessar a linha férrea da Supervia num trecho onde ocorrem obras - do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal - de elevação dos trilhos para que este tipo de acidente seja evitado. O caso foi registrado na 21ª Delegacia de Polícia, de Bonsucesso.

 

Ônibus. Eram 20h30 quando Leonardo Antônio, de 25 anos; André Luiz Carvalho, 34, e Deisy Marques Porto, 58, foram atropelados por um ônibus do tipo "frescão" - maior, equipado com ar condicionado e de tarifa mais alta - na esquina das avenidas Rio Branco e Almirante Barroso, no centro da cidade.

 

Segundo policiais militares lotados no Batalhão da Praça da Harmonia, testemunhas disseram que o condutor do coletivo, placas KNT 7534, trafegava pela Rio Branco e teria desrespeitado o sinal vermelho. André teve fratura na clavícula; já Leonardo e Deisy sofreram escoriações. Todos foram encaminhados para o Hospital Souza Aguiar.

 

O motorista foi levado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento. Na sequência, foi liberado, para responder judicialmente pelo acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.