Autoridades suspeitam de incêndio criminoso na Serra dos Órgãos

Autoridades suspeitam de incêndio criminoso na Serra dos Órgãos

Segundo o coordenador de Emergências Ambientais do ICMBio, uma lata de combustível foi encontrada perto de uma cachoeira

Thaise Constâncio, O Estado de S. Paulo

17 Outubro 2014 | 18h01

RIO - A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou nesta sexta-feira, 17, que "há indícios muito fortes de incêndios criminosos" no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis, na Região Serrana do Rio.

Segundo o coordenador de Emergências Ambientais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Christian Berlinck, uma lata com combustível foi encontrada perto da cachoeira da Macumba. O foco de fogo perto dessa cachoeira foi extinto na noite de quinta-feira, 16.

A polícia e o Ibama vão investigar se os incêndios foram propositais e, caso isso se confirme, tentarão identificar os responsáveis.

Segundo a ministra, a situação no parque da Serra dos Órgãos se agravou nas últimas 24 horas, quando o número de focos de fogo passou de um para cinco. Até esta sexta-feira, já foram consumidos 700 hectares de Mata Atlântica. O fogo começou no dia 12 deste mês.

Izabella Teixeira sobrevoou nesta sexta o parque da Serra dos Órgãos e o Parque do Cipó, em Minas Gerais. Neste, os focos de incêndio caíram de 48 para 3.

A presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea, órgão do governo estadual fluminense), Isaura Frega, afirmou que a prioridade do governo do Rio é garantir a segurança da população. Em Secretário e Itaipava, dois distritos de Petrópolis, o fogo já se aproxima das casas, que continuam ocupadas pelos moradores.

Mais conteúdo sobre:
Serra dos órgãos incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.