Avião da United Airlines faz pouso forçado no Rio

Dois minutos após decolar aeronave precisou fazer pouso de emergência no Aeroporto Internacional Tom Jobim

Felipe Werneck,

20 de janeiro de 2008 | 22h45

Um avião da United Airlines (prefixo N663UA) que seguiria para Nova York na madrugada de domingo, 20, apresentou problemas dois minutos após decolar e precisou fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. Na descida, dois pneus do trem de pouso direito estouraram - a aeronave, com o tanque ainda cheio, provavelmente estava com peso acima do máximo indicado para pouso. De acordo com relatório da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o piloto foi informado por comissários de que havia "cheiro de queimado" na cabine e avisou à torre de controle que precisava retornar ao aeroporto. O problema ocorreu após uma discussão a bordo entre comissários e passageiros. Um grupo de pessoas já havia se recusado a decolar após ser informado de que a aeronave tinha sido submetida a reparos em uma das turbinas. Onze desceram do avião. De acordo com a Anac, a aeronave apresentara problemas no sistema de partida da turbina direita - na madrugada de sábado, o mesmo vôo foi cancelado por problemas técnicos. A Anac informou que parte dos passageiros do vôo que partiria na madrugada de domingo foi realocada em outro da companhia Delta. A maioria, porém, ficou hospedada em hotéis da cidade e seguiria em outro vôo, possivelmente nesta mesma noite de domingo. A United foi procurada pela reportagem, mas não divulgou informações sobre o caso até as 22 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
Pouso forçadoUnited Airlines

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.