Marcelo Tasso/Estadão
Marcelo Tasso/Estadão

Baile funk no Rio termina com mais de 70 pessoas no hospital

Confusão teria começado após frequentadora encostar em fio desencapado de equipe de som que participava da festa

Daniela Amorim, O Estado de S. Paulo

11 Março 2018 | 16h45

Mais de 70 pessoas ficaram feridas na madrugada de domingo, 11, após confusão em um baile funk na comunidade de Vila Cruzeiro, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro.

Segundo um comunicado no perfil do baile em uma rede social, a confusão teve início quando uma frequentadora encostou em um fio desencapado de uma das 16 equipes de som que participavam da festa. A descarga elétrica teria atingido várias pessoas que estavam no local, causando pânico e correria. Em outra versão, um disparo de arma de fogo teria assustado os frequentadores e provocado a confusão.

A direção do Hospital Estadual Getúlio Vargas informou que 76 pessoas foram atendidas na unidade a partir das 3 horas da manhã de domingo, todas feridas durante a confusão no evento. Até a tarde deste domingo, quatro pacientes permaneciam internados, mas apresentavam quadro de saúde estável.

+ Rio de Janeiro tem novo fim de semana de violência

Os comandos do 16.º Batalhão da Polícia Militar, de Olaria, e da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Cruzeiro declararam que as unidades não foram acionadas para intervir no incidente. De acordo com a polícia, não houve operação ou ação policial no local nesta madrugada. Pela manhã, o batalhão foi informado sobre um tumulto nas proximidades de uma estação do BRT na Avenida Brás de Pina, na Penha.

+ Em 10 meses, intervenção no Rio pode ‘estancar descontrole’

A Polícia Civil informou que nenhuma das vítimas procurou a delegacia da área para registrar qualquer ocorrência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.