Baleia encanta banhistas da Barra da Tijuca

Animal de cerca de 12 metros chega tão perto da arrebentação que alguns pensam que estava encalhado

Clarissa Thomé, do Estadão,

15 de agosto de 2007 | 12h00

Uma baleia da espécie franca surpreendeu banhistas na Praia da Barra da Tijuca na manhã desta quarta-feira, 15. O animal de cerca de 12 metros de comprimento chegou tão perto da arrebentação que alguns pensaram que estava encalhado. Na verdade, a franca - que pode medir até 15 metros e pesar 80 toneladas - tem uma espessa camada de pele, que permite que ela fique flutuando mesmo em áreas rasas.   O oceanógrafo José Lailson Brito Júnior, coordenador do Laboratório de Mamíferos Aquáticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Maqua/UERJ), explicou que a franca já foi muito comum na costa brasileira, onde costuma se reproduzir durante inverno e primavera. No período colonial, a espécie chegava a ser caçada na Baía de Guanabara.   Por causa da pesca predatória, a franca ficou prestes a ser extinta e passou a ser protegida por leis nacionais e internacionais. Hoje, a espécie ainda é comum próximo ao continente antártico, onde se alimenta, e na costa de Santa Catarina, para onde vai a fim de se reproduzir. "A proteção à espécie tem feito aumentar o estoque de franca. Acho que ficará ainda mais fácil de ver essas baleias no RIo", afirmou o oceanógrafo.   Matéria ampliada às 19h03

Tudo o que sabemos sobre:
Barra da TijucabaleiaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.