Bandidos matam uma pessoa e incendeiam ônibus no Rio

Criminosos atiraram em grupo que jogava futebol; uma hora depois, veículos foram incendiados. Ações podem estar interligadas

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

29 Outubro 2014 | 00h05

RIO - Dois ônibus foram apedrejados e incendiados por criminosos, nas imediações da comunidade da Mangueira, na zona norte do Rio, na noite desta terça-feira, 28. Os ataques ocorreram cerca de uma hora depois que um grupo de bandidos matou uma pessoa e deixou dois feridos na mesma favela.

Segundo a PM, por volta das 20h30 criminosos saíram de uma mata vizinha à Quinta da Boa Vista, parque próximo à Mangueira, e atiraram em homens que jogavam futebol em um campo na localidade conhecida como Pedreira. Um homem morreu na hora e dois feridos foram socorridos pela polícia e levados ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro. Até as 23h30, não havia informações sobre o estado de saúde deles. Os atiradores fugiram.

Por volta das 21h30, um grupo de criminosos (não se sabe se os mesmos que protagonizaram o ataque ao campo de futebol) atacaram e incendiaram dois ônibus que passavam por vias que contornam a favela. Ninguém se feriu. Os bombeiros foram chamados, mas o fogo já havia consumido os veículos. Um trecho da rua São Francisco Xavier chegou a ser interditado por conta do episódio.

A PM reforçou o policiamento na Mangueira, mas até as 23h30 ninguém havia sido preso. A comunidade dispõe de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Mangueira

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.