Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Banho de mar volta a ser permitido no Rio de Janeiro

Regra faz parte da fase 5 de flexibilização do isolamento social em função da pandemia do coronavírus

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2020 | 23h34

RIO - A partir deste sábado, 1.º, o banho de mar, proibido no município do Rio de Janeiro desde março em função da pandemia de covid-19, volta a ser autorizado. Mas a permanência dos banhistas na areia segue proibida. A regra foi anunciada pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e faz parte da fase 5 de flexibilização das regras de isolamento social em função da pandemia.

Também foi confirmada a liberação para que escolas particulares reabram, de forma voluntária, e os bares, restaurantes e lanchonetes, que até então tinham que fechar às 23h, estão autorizados a funcionar até a 1h. Os shoppings centers retomam o horário de funcionamento habitual, das 10h às 22h, e as lojas de rua podem abrir às 9h aos sábados e domingos, com horário de fechamento liberado. De segunda a sexta-feira, a abertura continua autorizada só a partir das 11h, com horário de fechamento livre. Também foi permitido o retorno das atividades de massagem, maquiagem e sauna.

“A curva de óbitos caiu. Temos a esperança de não ter uma segunda onda da doença no Rio. À medida que olhamos os indicadores, nossa convicção e fé é de que não teremos uma segunda onda”, afirmou Crivella.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.