'Batman' é denunciado por homicídio, no Rio

Também foi delatado um dos um dos chefes da 'Liga da Justiça', Luciano Guinâncio Guimarães

Solange Spigliatti, da Central de Notícias

22 de outubro de 2009 | 13h35

Os ex-PMs Ricardo Teixeira Cruz, o "Batman", e Luciano Guinâncio Guimarães, foram denunciados nesta quarta-feira, 21, por homicídio, no Rio. "Batman" também foi condenado a sete anos e 11 meses de prisão pela 2ª Vara Criminal de Santa Cruz, por envolvimento com a milícia "Liga da Justiça", que atua na Zona Oeste da capital.

 

De acordo com a denúncia do Núcleo de Combate ao Crime Organizado e às Atividades Ilícitas Especializadas, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, eles são responsáveis pelo assassinato de Ilton Nascimento, morto a tiros em 11 de abril de 2007, em Santa Cruz.

 

Ainda segundo a denúncia do MP, ao matarem Ilton Nascimento, que era proprietário de uma linha de vans, "Batman" e Luciano Guimarães estariam eliminando a concorrência e consolidando o monopólio miliciano sobre o transporte alternativo na região.

 

Luciano é apontado como um dos chefes da "Liga da Justiça", junto com seu irmão Natalino Guimarães. "Batman" foi capturado por agentes da Polícia Civil em maio, no bairro de Paciência, com grande quantidade de armamentos. Em outubro de 2008, ele havia escapado pela porta da frente do Presídio Petrolino Werling de Oliveira (Bangu 8).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.