BioParque
BioParque

BioParque do Rio recebe casal de lontras e abre votação para escolha de nomes

Uma campanha no Instagram foi lançada para batizar a dupla, que se soma a mais de 1,1 mil animais de 140 espécies diferentes que vivem no antigo zoológico do Rio

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2021 | 15h11

RIO - Um casal de lontras - espécie ameaçada de extinção no Estado do Rio - passou a integrar recentemente o BioParque da capital fluminense. Agora, uma campanha no Instagram foi lançada para batizar a dupla, que se soma a mais de 1,1 mil animais de 140 espécies diferentes que vivem no antigo zoológico do Rio.

As lontras passaram a integrar o BioParque através de um acordo de cooperação que o local possui com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que visa a oferecer cuidados aos animais órfãos.

Entre os nomes que o público poderá escolher na página do BioParque (@bioparquedorio) estão “Eduardo e Mônica”, “Nic e Dora”, “Otto e Maré”, “Tico e Teca”, “Tom e Lola” e “Tinho e Bebel”. É preciso comentar o post sobre o 'batismo' com a opção preferida. A votação vai até esta quinta-feira, 23.

O BioParque surgiu em substituição ao antigo ZooRio. A ideia é propor um novo conceito de zoológico, focado em educação, pesquisa e conservação. Além dos animais que já habitavam o zoológico, o local recebe espécies resgatadas de tráfico e de Centros de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), entre outros. No caso das lontras, a intenção é preservar as órfãs, uma vez que a espécie se encontra em risco de extinção no Rio de Janeiro devido à deterioração de seu habitat e pela caça indiscriminada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.