WILTON JUNIOR / ESTADÃO
WILTON JUNIOR / ESTADÃO

No Rio, Guarda Civil faz operação em praias e enfrenta resistência

Mesmo com proibição, muitas pessoas foram às praias neste sábado, 11

Denise Luna e Wilton Júnior, O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2020 | 13h12

RIO — A Guarda Municipal do Rio de Janeiro está realizando neste sábado, 11, a operação "Blitz da Vida", uma espécie de "pente-fino" nas praias cariocas para coibir aglomerações e exigir o uso de máscaras. Ao todo são 81 guardas municipais fiscalizando as praias da zona sul carioca, atuando em parceria com a Polícia Militar.

Mesmo com a proibição da Prefeitura do Rio, muitas pessoas aproveitaram o dia de sol na cidade para romper o isolamento social e ir à praia ou andar no calçadão da orla, muitos sem máscaras e desrespeitando a ordem de não formar grandes grupos. Segundo a Prefeitura, a frequência na praia somente será liberada após a descoberta da vacina contra o covid-19.

Em Ipanema, um casal chegou a entrar em conflito com os agentes que tentavam retirá-los da areia por estarem sem máscaras, mas acabaram sendo liberados após momentos de tensão, com gritos e tumulto em torno da intervenção policial. A multa para a ausência da máscara é de R$ 107.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.