MARCOS DE PAULA/ESTADÃO
MARCOS DE PAULA/ESTADÃO

Bloco Simpatia é Quase Amor arrasta multidão para Ipanema

Organizadores esperam repetir a marca de 2014, quando 100 mil pessoas foram à praia prestigiar o tradicional grupo, criado em 1985

O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2015 | 19h39

RIO - Milhares de pessoas acompanham na tarde deste sábado, 7, o 31.º desfile do bloco Simpatia é Quase Amor pela orla de Ipanema, na zona sul do Rio. Duzentos ritmistas entoavam o grito de guerra “Alô, burguesia de Ipanema!”. A estimativa oficial de público não tinha sido divulgada até o fim da tarde, mas organizadores esperavam repetir a marca do ano passado, quando 100 mil pessoas foram à praia para prestigiar o tradicional bloco, fundado em 1985.

Pela manhã, integrantes do bloco Céu na Terra comemoraram os 15 anos de desfiles pelas ruas do bairro de Santa Teresa, na região central. Pelo menos 2 mil pessoas acompanharam os 80 músicos. A falta de banheiros químicos provocou reclamações - apenas cem foram instalados na região.

Muitos cariocas se encontraram na estação das barcas, na Praça 15, para seguir até a Ilha de Paquetá, na Baía de Guanabara, onde seria realizado no fim da tarde o desfile do Pérola da Guanabara.


Estão previstos desfiles de mais de cem blocos neste fim de semana de pré-carnaval no Rio.

No domingo, o tradicional Cordão do Boitatá sai às 8 horas, na Rua do Mercado, no centro. O Suvaco do Cristo, que completa 30 anos, parte às 9 horas da esquina das ruas Faro e Jardim Botânico, na zona sul. O Gigantes da Lira, frequentado por muitos pais e mães com crianças, também sai às 9h, na Rua General Glicério, em Laranjeiras, na zona sul. O Bloco da Preta desfilará este ano na Avenida Presidente Vargas, no centro. Já o clássico Escravos da Mauá parte às 13h do Largo de São Francisco da Prainha, na região portuária. O Timoneiros da Viola sai às 14h no Parque de Madureira, na zona norte.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de Janeirocarnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.