Bomba explode durante perícia da polícia na Mangueira

A vistoria ocorreu em um clima tenso e um explosivo foi detonado próximo aos policiais e jornalistas

Pedro Dantas, O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2008 | 13h42

Após o fracasso no carnaval 2008, o inferno astral da Estação Primeira de Mangueira continua. Um explosivo foi detonado próximo a policiais e jornalistas, sem deixar feridos, em perícia realizada nesta sexta-feira, 8, para apurar a existência de uma passagem secreta entre um dos camarotes da quadra da Estação Primeira de Mangueira e a favela. Veja também:Diretoria da Mangueira deve ser indiciada por fraude processual A travessia foi encontrada fechada com cimento. Segundo o delegado titular da 17.ª Delegacia de Polícia (São Cristóvão), Márcio Caldas, os diretores da escola vão ser chamados novamente para prestar esclarecimento, pois "foram orientados a não alterar nada" na passagem encontrada pela polícia na primeira semana de janeiro. Agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil deram apoio à operação.

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval 2008Mangueiracriminalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.