WILTON JUNIOR / ESTADAO
WILTON JUNIOR / ESTADAO

Bombeiros encontram corpo da 7ª vítima de temporal em Petrópolis

Chuva deste fim de semana voltou a causar estragos na cidade da região serrana do Rio. Mulher de 35 anos estava em casa que desabou na Rua Washington Luis

Fábio Grellet/RIO, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2022 | 16h53

O corpo da sétima vítima do temporal que atingiu Petrópolis, na região serrana do Rio, no último domingo, 20, foi encontrado na manhã desta quarta-feira, 23, pelos bombeiros que atuavam nas buscas. 

Agora não há mais desaparecidos nessa chuva, e os bombeiros devem atuar na avaliação de imóveis em áreas de risco. No intervalo de 33 dias, dois temporais atingiram Petrópolis e mataram 240 pessoas – a chuva de 15 de fevereiro deixou 233 mortos.

A sétima vítima do domingo é Miriam Gonçalves do Valle, de 35 anos, que morava na casa que desabou na Rua Washington Luis. O imóvel foi interditado pela Defesa Civil após a chuva de fevereiro, mas Miriam insistiu em voltar a ocupá-lo, segundo parentes. 

No mesmo local morreram outras quatro pessoas – uma sobrinha de Miriam, Vanila de Jesus da Silva, Heloísa Helena Caldeira da Costa, seu filho Nelson Ricardo da Costa e Mario Augusto Queiroz Carvalho. Esses dois eram amigos e estavam juntos tentando retirar Heloísa, que é cadeirante, do imóvel quando ele desabou. 

As outras duas vítimas do temporal de domingo são o casal Jussara Belarmino e Carmelo de Souza, que estavam em sua casa no Morro da Oficina, a região mais atingida pela chuva de fevereiro. O imóvel deles também havia sido interditado pela Defesa Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.