Cabo da PM e dono de depósito são fuzilados na Av. Brasil

Suspeita da polícia é que o ataque tenha sido ação de milicianos em represália à família que se recusa a pagar taxas ao grupo

Fernanda Nunes, O Estado de S. Paulo

19 de dezembro de 2015 | 22h37

RIO - Dois homens foram fuzilados na Avenida Brasil, na altura do bairro de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro, no início da tarde deste sábado, 19. O carro onde estava o cabo da Polícia Militar lotado no 41º BPM (Irajá) João Luís Gomes Maciel da Silva, além de Paulo César dos Santos, foi cercado por três veículos, entre eles um táxi, que bateu no carro das vítimas e de onde saíram quatro homens armados de fuzis.

Santos morreu na hora, enquanto o cabo da PM foi levado para o Hospital Albert Schwitzer, em Nilópolis (RJ), mas não resistiu aos ferimento. A suspeita da Polícia Civil é que o ataque tenha sido ação de milicianos, em represália à família de Silva, dona de um depósito de gás na zona oeste do Rio, que se recusa a pagar taxas à milícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.