Cai o comandante da PM; ex-chefe do Bope deve assumir

Embora não anunciada oficialmente, saída de coronel José Luís Castro Menezes foi confirmada por fontes do governo estadual

TIAGO ROGERO, O Estado de S. Paulo

06 de novembro de 2014 | 21h10

RIO - O comandante-geral da PM do Rio, coronel José Luís Castro Menezes, foi exonerado nesta quinta-feira, 6, pelo secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. Embora não anunciada oficialmente, a medida foi confirmada por fontes do governo estadual. 

Castro, que ocupava o cargo desde agosto de 2013, deverá ser substituído pelo coronel Alberto Pinheiro Neto, ex-comandante do Bope e atualmente responsável pela segurança da TV Globo. Pinheiro Neto já não trabalhava mais na ativa, pois dera entrada em pedido de aposentadoria, ainda não analisado.

A exoneração foi decidida principalmente por causa de denúncias envolvendo comandantes e oficiais - o chefe do Comando de Operações Especiais (Coe), Alexandre Fontenelle, chegou a ser preso - e após duas grandes ações contra esquemas de corrupção. Beltrame ainda se irritou com o sumiço de 28 armas do prédio do Batalhão de Choque e com a suspeita de corrupção na compra de materiais para o hospital da PM.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroPolícia MilitarBope

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.