Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Canteiro de obras é montado ao lado do Museu Nacional

UFRJ assinou nesta sexta-feira contrato com a empresa escolhida para realizar os trabalhos emergenciais

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2018 | 16h28

RIO - Um dia após o Ministério da Educação (MEC) liberar R$ 8,9 milhões para as obras emergenciais no Museu Nacional, destruído por um incêndio no dia 2, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que administra o museu, assinou nesta sexta-feira, 21, contrato com a empresa escolhida para realizar as obras, a Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia S/A.

Na manhã desta sexta já começaram a chegar à área do museu contêineres com material que será usado nas obras de escoramento, estruturação, instalação de telhado e proteção do edifício. A preparação do canteiro de obras estava previsto para começar na tarde desta sexta. As primeiras intervenções vão ser o reforço estrutural de paredes e áreas com risco de desabamento.

Só depois disso será permitida a entrada no museu de técnicos da UFRJ que vão vasculhar os escombros para identificar se mais alguma parte do acervo de 20 milhões de peças  resistiu ao incêndio. Após o reforço das estruturas com risco de desabamento, será instalada uma cobertura no edifício.

Festival

Neste sábado, 22, e domingo, 23, das 10 horas às 17 horas, o Museu Nacional promoverá o festival Museu Nacional Vive, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte do Rio, onde a instituição está instalada. Será exposta parte do acervo  do Museu, de aproximadamente 2 milhões de peças, preservada porque estava em outros prédios e até em outras cidades. O evento encerra a semana da 12ª Primavera de Museus.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.