Casal seqüestra ônibus e busca ladrões para assalto no Rio

No Rio, 2 funcionários de loja são rendidos e colocados em banheiro, outros 18 são presos em caminhão-baú

Clarrisa Thome, de O Estado de S. Paulo, e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

12 de dezembro de 2007 | 11h49

Dois seqüestraram um ônibus para fazer um assalto ao mercado São Francisco, na zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada desta quarta-feira, 12. Um casal entrou em um ônibus da linha 260 (Vila Valqueire-Praça XV), por volta da 1 hora, e rendeu o motorista na Avenida Marechal Rondon, no Engenho Novo, no subúrbio do Rio. O motorista, David Rodrigues Souza, de 37 anos, foi obrigado a parar em três favelas, onde recolheu pelo menos 30 homens, e depois foi deixado na Avenida Brasil.  O coletivo passou pelos Morro São João, da Matriz, Jacaré e Manguinhos, até chegar ao Mercado São Sebastião, de onde foram roubados três caminhões de cargas com eletrodomésticos. "É a primeira vez que tenho notícia de um fato como esse - traficantes usando um ônibus para fazer bonde", comentou o delegado Alcides Iantorno, da 22.ª Delegacia de Polícia, que investiga o roubo do ônibus. O ônibus foi abandonado dentro do mercado, onde um vigia e uma funcionária foram rendidos e colocados dentro de um banheiro, segundo informações da Rádio CBN. Outros 18 funcionários do mercado teriam sido colocados em um caminhão-baú para que os bandidos fizessem o assalto. O grupo levou um caminhão da transportadora e um outro que havia sido roubado momentos antes. O boletim de ocorrência do roubo da transportadora dentro do mercado será feito na Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas, que ainda não tem informações sobre o caso. Texto alterado às 13 horas para acréscimos de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
violência no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.