Chacina deixa cinco adolescentes mortos em Maricá, região metropolitana do Rio

O ataque ocorreu no fim da madrugada deste domingo (25), na área de convivência de um conjunto habitacional. Moradores do condomínio afirmam que milicianos renderam os adolescentes e mataram um a um com tiros na cabeça

Denise Luna e Fábio Grellet, O Estado de São Paulo

25 Março 2018 | 18h47

RIO. Uma chacina em Maricá (Região Metropolitana do Rio) deixou cinco adolescentes mortos. O ataque ocorreu no fim da madrugada deste domingo (25), na área de convivência de um conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida, no bairro Itaipuaçu. Moradores do condomínio afirmam que milicianos renderam os adolescentes e mataram um a um com tiros na cabeça.

Até as 18h os corpos não haviam sido identificados oficialmente, mas familiares já tinham reconhecido os adolescentes. Uma das vítimas é Marco Jonathan da Silva Oliveira, de 17 anos. “Ele era usuário, mas é estudante, nunca fez mal pra ninguém, nuncou roubou. Ele estava voltando de um show, deixou amigas em casa e veio aqui (ao local do crime) cumprimentar alguém. Ele tinha 17 anos, era estudante. Há três anos, quando o condomínio foi inaugurado, ele ganhou o concurso do passinho. Era conhecido como ‘Do quadrado’ e o sonho dele era ser cantor de rap. Todos eles gostavam disso”, afirmou ao jornal “O Globo” a mãe de Marco, July Mary Silva, de 34 anos.

A chacina será investigada pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.