FABIO MOTTA/ ESTADAO
FABIO MOTTA/ ESTADAO

Chacina na Baixada Fluminense deixa quatro mortos e 13 feridos

Homens encapuzados dispararam contra pessoas que estavam em um bar em Belford Roxo na noite de sábado, 29

Denise Luna e Tulio Kruse, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2019 | 15h17

RIO e SÃO PAULO – Quatro pessoas morreram e 13 ficaram feridas em um ataque no centro de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na noite de sábado, 29. As vítimas estavam em um bar da Rua Gonçalves Gato, na Vila Dagmar, entre e Rodovia Presidente Dutra e a estação de trem Belford Roxo, quando foram abordadas por atiradores.

Segundo testemunhas, homens encapuzados desceram de um carro e atiraram contra pessoas que estavam no bar, segundo policiais do 39º Batalhão da PM. Em seguida, ainda de acordo com as testemunhas, os criminosos teriam fugido em direção à comunidade do Posto 13, em Nova Iguaçu, que fica a cerca de dois quilômetros do local do crime. A região fica a 35 quilômetros do centro do Rio

Os feridos foram levados para hospitais da região, a maioria para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, informou a polícia.

A Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF) está investigando o caso.

Músico

Uma das vítimas da chacina é o músico Jorge Vitor, morto enquanto estava no palco. Vitor tocava percussão na banda Nosso Grupo, que se apresentava no bar Rei do Peixe quando o ataque começou. 

"A gente está muito triste, abalado, e com medo também", disse um dos vocalistas da Nosso Grupo, que pediu para não ter seu nome divulgado. "Foi uma situação que a gente nunca imaginou que iria passar."

A banda Nosso Grupo divulgou uma nota de pesar nas redes sociais. "De forma cruel perdemos um grande amigo, um grande músico", diz a nota. O enterro de Vitor está marcado para as 14h30 desta segunda-feira, 1, no Cemitério de Nova Iguaçu.

Os feridos foram levados para hospitais da região, a maioria para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Dos dez baleados que foram encaminhados para a unidade, quatro tiveram alta.

As outras seis vítimas – três mulheres e três homens – continuavam internadas ontem à noite e tinham quadro de saúde estável, segundo a Prefeitura de Nova Iguaçu. Os pacientes têm idades entre 20 e 71 anos. A Delegacia de Homicídios da Baixada está investigando a ocorrência.

Violência. Em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, quatro pessoas morreram e sete ficaram feridas após ataque a tiros em um bar no dia 26 de maio.  

Segundo o Instituto de Segurança Pública do Rio, em maio houve queda de 19% no número de homicídios dolosos, ante o mesmo mês de 2018. Já o total de mortes por agentes de segurança do Estado teve alta de 18% na mesma comparação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.