Centro de Operações Rio
Centro de Operações Rio

Chuva deixa Rio em estado de alerta nesta segunda-feira

Entre as 17h de sábado e às 2h desta segunda o Centro de Operações registrou a queda de quase 160% da chuva esperada para todo o mês de fevereiro somente nas estações de Santa Cruz e Bangu

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2020 | 10h04

RIO - O Rio de Janeiro segue em estágio de alerta na manhã desta segunda-feira, 2, por causa dos impactos das chuvas que atingiram a cidade durante todo o fim de semana. Pelo menos quatro pessoas morreram. A previsão é de mais chuva para hoje, de moderada a forte.

Até a manhã desta segunda-feira, o Centro de Operações Rio já havia registrado 150 ocorrências, entre alagamentos, formação de bolsões de água e queda de árvores. Pelo menos trinta sirenes de alerta foram acionadas em 16 comunidades do Rio até a noite de domingo.

Às 6h30 desta segunda já havia voltado a chover na zona oeste, a região mais atingida pelos temporais no fim de semana, onde a água invadiu casas, arrastou carros e alagou ruas. Entre as 17h de sábado e às 2h desta segunda o Centro de Operações registrou a queda de quase 160% da chuva esperada para todo o mês de fevereiro somente nas estações de Santa Cruz e Bangu.

Pouco antes das 8h chovia também no Jardim Botânico e em Copacabana, na zona sul. Na região metropolitana, sobretudo na Baixada Fluminense, voltou a chover logo pela manha. Pelo menos 42 escolas suspenderam as aulas hoje, a maioria na baixada.

A cidade entrou em estágio de alerta às 0h20 de domingo. O estágio de alerta é o quarto nível em uma escala de cinco e significa que uma ou mais ocorrências graves impactam a cidade ou há incidência simultânea de diversos problemas de médio e alto impacto em diferentes regiões. A recomendação à população é de permanecer em local seguro, evitar deslocamentos e oferecer abrigo a parentes e amigos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.