Chuva forte causa mais estragos em Angra dos Reis

Houve deslizamentos e quedas de barreiras e árvores; ninguém ficou ferido

Douglas Corrêa, da Agência Brasil,

15 Janeiro 2010 | 08h34

Uma forte chuva provocou estragos em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, na noite desta quinta-feira, 14. Houve deslizamento de terra e queda de barreiras e de árvores, o que determinou o fechamento da rodovia Rio-Santos (BR101), no Trevo Angra-Getulândia, na entrada do município. A Defesa Civil Municipal avalia os prejuízos em algumas áreas de Angra.

  

O temporal atingiu novamente a Estrada do Contorno, que dá acesso ao Colégio Naval. Houve a queda de uma árvore, no acesso à Praia das Gordas e o trecho ficou interditado. No local, também ocorreu deslizamento de terra e pedras. Técnicos da Defesa Civil de Angra vão avaliar os estragos.

 

A chuva também provocou a queda de um muro sobre uma residência no bairro Belém, mas não houve vítimas. Outro ponto atingido foi a Praia do Matariz, na Ilha Grande, onde uma árvore caiu e atingiu uma pessoa levemente.

 

De acordo com o Sistema Alerta Angra, choveu na cidade o equivalente a 60 milímetros cúbicos em uma hora, o que é considerado um índice pluviométrico muito alto.

 

A chuva forte da noite desta quinta-feira, 14, também atingiu a região metropolitana do Rio de Janeiro. O Aeroporto Santos Dumont ficou fechado por 30 minutos para operações de pouso e decolagens, por causa da falta de visibilidade na Baía de Guanabara. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.