Chuva no Rio causa alagamentos e aciona alarmes em 4 favelas

Precipitação complicou o trânsito na cidade; o Aeroporto Santos Dumont ficou fechado por quase duas horas

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

16 de março de 2016 | 20h27

RIO - Uma intensa chuva que atingiu todo o município do Rio de Janeiro a partir do início da tarde desta terça-feira causou muitos transtornos pela cidade: centenas de pontos de alagamento, trânsito engarrafado e o aeroporto Santos Dumont fechado por quase duas horas.

Segundo o Sistema Alerta Rio, da Prefeitura do Rio de Janeiro, os maiores temporais atingiram a Urca, na zona sul (128,2 milímetros das 19h de terça até 19h de quarta), Anchieta, na zona norte (69 mm, nesse mesmo período), Laranjeiras (59 mm) e Santa Teresa (58,6 mm), ambos na zona sul.

O sistema de alarmes da prefeitura nas comunidades foi acionado em quatro favelas: Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme (zona sul), Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana (zona sul) e Sítio do Pai João, no Itanhangá (zona oeste).

Os equipamentos foram disparados a partir das 14h50, e os moradores foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil Municipal a se dirigirem aos pontos de apoio.

A chuva diminuiu a partir do final da tarde, mas esta quinta-feira, 17, deve ser mais um dia chuvoso na capital fluminense, segundo o Sistema Alerta Rio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.