Bombeiros-RJ
Bombeiros-RJ

Chuvas causam estragos e deixam famílias desalojadas no norte e noroeste do Rio

Defesa Civil diz monitorar condições meteorológicas e níveis pluviométricos. Em Bom Jesus do Itabapoana, 22 famílias vivem sob risco de deslizamento

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2020 | 20h55

RIO - As chuvas intensas dos últimos dias causaram estragos em municípios do norte e noroeste fluminense. No município de Bom Jesus do Itabapoana, a Defesa Civil local encontrou cerca de 22 famílias vivendo em áreas sob risco de deslizamento no bairro Santa Rosa. Uma rua foi interditada. De acordo com a prefeitura, os moradores foram cadastrados e seriam encaminhas para um abrigo municipal.

O Rio Itabapoana transbordou, e famílias que ficaram ilhadas foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros e por agentes da Defesa Civil na madrugada deste sábado, 25. Vários pontos da cidade ficaram alagados.

O Rio Muriaé também transbordou, deixando vários municípios em estágio de alerta, entre eles Itaperuna. A prefeitura local emitiu alerta na última quinta-feira, 23, recomendando que os habitantes que moram em edificações que ficam debaixo ou sobre barrancos procurassem alojamento na casa de parentes ou vizinhos.

Em Campos dos Goytacazes, a chuva provocava transtornos também deste a tarde de quinta-feira. Neste sábado, equipes do Grupo de Emergência em alagamentos trabalhavam em diferentes bairros. Na região de Santo Eduardo, três famílias ficaram desalojadas depois que o Canal da Onça transbordou. Os moradores foram levados para casa de parentes e amigos.

A Secretaria de Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro informou que “está atuando na Região Norte/Noroeste em apoio aos municípios atingidos pelas fortes chuvas”.

“O Cemaden-RJ (Centro Estadual de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais) segue monitorando as condições meteorológicas e os níveis pluviométricos. Agentes estaduais estão in loco dando apoio técnico. Também foi realizada a entrega de material de ajuda humanitária (colchões e kits dormitórios com lençol, cobertor, travesseiro e fronha)”, informou a secretaria, em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.