Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Cidade de Deus tem primeiro caso confirmado de coronavírus

Chegada da doença às favelas é uma das maiores preocupações das autoridades, devido às condições de higiene nas comunidades

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2020 | 11h53
Atualizado 27 de março de 2020 | 08h51

RIO - A pandemia do novo coronavírus chegou à comunidade Cidade de Deus, uma das maiores favelas na zona oeste do Rio. A informação sobre o caso consta no painel disponibilizado pela Secretaria Municipal de Saúde, que atualiza os dados da doença na cidade.

A chegada da pandemia às favelas é uma das maiores preocupações das autoridades, devido às condições de higiene nas comunidades e da proximidade das moradias. Um grupo de moradores está circulando pela comunidade para alertar sobre o perigo de contágio e pedindo para os moradores ficarem em casa.

O Centro de Operações Rio (COR) atualizou na tarde deste domingo os números da doença na capital fluminense. Os casos confirmados subiram para 170, um aumento de 67 casos em um dia. No sábado, a cidade tinha 103 casos confirmados.

O número de bairros afetados pelo novo coronavírus subiu de 29 para 33. A Barra da Tijuca, na zona oeste, continua liderando o número de confirmações, subindo de 18 para 29. No Leblon, os registros de casos confirmados subiram de 16 para 23, e Ipanema, de 10 para 21. A Lagoa, que tinha três casos, dobrou para 6, confirmando uma maior incidência na zona sul da cidade. 

Os casos suspeitos caíram de 189 para 175 de um dia para o outro. Existem 23 pessoas hospitalizadas e 12 em UTI.

O registro de confirmações da pandemia em mulheres subiu para 54,5% e dos homens também teve alta, para 43,5% em relação às informações anteriores. A faixa etária mais afetada é dos 30 a 39 anos, responsáveis por 87 dos casos.

O Estado do Rio de Janeiro já teve três mortes confirmadas pelo novo coronavírus. 

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.