Comissão de Investigação vai apurar incidente com trem

Segundo passageiros, trem circulou sem maquinista entre estações; detalhes deverão ser divulgados em 30 dias

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

19 Janeiro 2010 | 11h55

A Supervia Concessionária de Transporte Ferroviário, empresa que administra o sistema ferroviário de passageiros da Região Metropolitana do Rio, instalou nesta segunda-feira, 18, uma Comissão de Investigação para averiguar as condições que causaram o incidente com uma das composições.

 

Passageiros informaram que o trem do ramal de Japeri, que apresentou defeito na parte da manhã, circulou sem maquinista no trecho entre as estações de Ricardo de Albuquerque e Oswaldo Cruz. Segundo eles, a composição estava em velocidade superior a normal e não parou na estação de Deodoro.

 

De acordo com a Supervia, a empresa trabalha em conjunto com a polícia civil na apuração dos fatos. Os técnicos da empresa, acompanhados dos policiais e peritos já estiveram no local e no trem, iniciando a apuração dos registros e depoimentos.

 

O maquinista da composição e controladores da via já prestaram depoimento à administração interna e deverão depor também na polícia civil, segundo a Supervia, que não informou o conteúdo dos depoimentos.

 

Todos os detalhes e questionamentos sobre o incidente, apurados pela Comissão de Investigação, constarão do laudo que será entregue à agência reguladora em 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.