FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Confira as 14 vítimas de bala perdida no Rio

Quatro pessoas morreram, entre elas duas crianças de 4 e 9 anos

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2015 | 19h31

Pelo menos 14 pessoas foram feridas por balas perdidas na região metropolitana do Rio de Janeiro desde o último dia 17. Doze casos aconteceram na capital, um na cidade de Niterói e outro no município de São Gonçalo. Quatro pessoas morreram, entre elas duas crianças de 4 e 9 anos. Confira a cronologia:  

Sábado, 17

Larissa de Carvalho, de 4 anos, é atingida na cabeça em Bangu, na zona oeste. Socorrida, morre no dia seguinte.

Também em Bangu, Carlos Eduardo Rodrigues de Paula, de 33, é baleado.

Domingo, 18

Asafe Costa de Ibrahim, de 9, é baleado em Honório Gurgel, na zona norte. Morre três dias depois.

Terça, 20

Márcia Costa, de 44, é baleada enquanto limpa o quintal de casa em Bangu.

Quinta, 22

William Robaiana da Silva, de 35, é baleado perto da estação Cesarão 1 do BRT, na zona oeste.

Lavínia Crissiullo, de 3, brincava na calçada em frente de casa, na Cidade Nova (centro), quando foi baleada na perna.

Sexta, 23

Edson Jesus dos Santos, de 20, é baleado em Madureira (zona norte).

Sábado, 24

Caio Robert Carvalho Rodrigues, de 14, é atingido no braço direito dentro de um prédio em Niterói (região metropolitana).

Uma mulher e um adolescente são atingidos durante tiroteio no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho (zona norte).

Em São Gonçalo (Região Metropolitana), Diogo da Silva Santos, de 23, morre em tiroteio.

Domingo, 25

Adriene Solan do Nascimento, de 21, morre na Rocinha (zona sul) durante tiroteio entre traficantes e policiais militares.

Segunda, 26

Lilian Leal de Moraes, de 12, foi atingida por bala perdida em sua casa no Morro do Chapadão, em Costa Barros (zona norte).

Sandra Costa dos Santos, de 58, é ferida na cabeça por bala perdida enquanto dormia em sua casa em Bangu.

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro bala perdida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.