Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Confronto entre polícia e traficantes na zona oeste do Rio deixa dois mortos

Operação da PF com o apoio da Polícia Civil buscava líder do tráfico Da Russa, também investigado no caso do estupro coletivo de uma adolescente de 16 anos

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

22 Julho 2016 | 19h14

RIO - A Polícia Federal promoveu na manhã desta sexta-feira, 22, com o apoio da Polícia Civil do Rio, uma operação no Morro da Barão, na Praça Seca, em Jacarepaguá (zona oeste do Rio), para tentar prender Sergio Luiz da Silva Junior, o Da Russa, tido como líder do tráfico de drogas nessa região.

Da Russa também foi investigado pelo estupro coletivo de uma adolescente de 16 anos, ocorrido em 21 de maio. Ele foi um dos quatro denunciados pelo Ministério Público por estupro de vulnerável e por filmar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo adolescente. O traficante permanece foragido. 

Durante a operação, que contou com apoio de um helicóptero e um veículo blindado (Caveirão), os policiais, segundo a PF, foram recebidos a tiros e revidaram. Em razão do tiroteio, dois suspeitos morreram - um no local e outro no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes (zona oeste), para onde havia sido encaminhado. Nem a Polícia Federal nem a Polícia Civil informaram os nomes dos mortos.

Ninguém foi preso. Foram apreendidas armas e um veículo roubado. A polícia descobriu um depósito de peças de automóveis que funcionava de forma ilegal na região.

A ocorrência foi registrada na Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio, no centro da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.