WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Conheça as lendas que rondam o Real Gabinete Português

Há a crença de que espíritos de velhos empregados rondam a edificação de 128 anos e de que manuscrito contém uma maldição

Danielle Villela, O Estado de S. Paulo

21 de junho de 2015 | 03h00

Além da riqueza cultural, o Real Gabinete Português de Literatura é cenário de lendas e situações inusitadas. Funcionários antigos dizem que há uma maldição sob o manuscrito de "Amor de Perdição", de 1862, do autor português Camilo Castelo Branco. "Diziam que algo muito ruim acontecia com todos os que liam o livro", contou a restauradora Maria Cristina Costa, de 47 anos, no Gabinete há 22 anos. "Mas não tem nada de mais. Li e não aconteceu nada comigo."

Há ainda a crença de que espíritos de velhos empregados rondam a edificação de 128 anos. "A maioria das pessoas trabalha aqui por muitos anos e acaba se apegando, se incorporando ao acervo", disse ela. 

Um dos espíritos seria do bibliotecário conhecido como Seu Pinho, que trabalhou a vida inteira no Gabinete e morreu em casa pouco depois de chegar do trabalho. "Era muito velhinho, já tinha tido um derrame e andava arrastando uma das pernas", disse Cristina.

Numa tarde, a restauradora trabalhava numa sala do Gabinete quando ouviu passos arrastados tal qual os do bibliotecário manco. "Não sou fantasiosa, mas outra pessoa que estava comigo ouviu também e não tinha como ser alguém brincando", afirmou. As janelas da sala onde Cristina trabalhava vão até o chão, o que impediria que alguém estivesse se escondendo.

Apesar das lendas, houve uma frequentadora que pediu permissão para celebrar o casamento civil nas dependências do Real Gabinete. "Foi uma exceção, um caso excepcional", afirmou Antonio Gomes da Costa, presidente da instituição.

A bibliotecária Sylvia Franca, de 34 anos, costuma presenciar cenas mais cômicas no Salão de Leitura. "Entrou uma mulher, com cara de estrangeira, olhou para cima, inspirou, fechou os olhos e começou a fazer um alongamento, tipo uma ioga, aqui no meio do salão", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Real Gabinete Português

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.