Rafael Arbex / ESTADÃO
Rafael Arbex / ESTADÃO

Contra sujeira nas ruas, Bangalafumenga anuncia que não desfilará em 2015

'No final da festa, o que ficava para trás era simplesmente inaceitável', afirma, em comunicado no Facebook, bloco que surgiu em 1998 e realizaria desfile com previsão de reunir 100 mil

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2015 | 19h23

RIO - O Bangalafumenga, banda carioca que surgiu como bloco em 1998 e realizaria um desfile pelas ruas do Rio no domingo de carnaval, dia 15, com previsão de reunir 100 mil pessoas, anunciou neste domingo, 1º, por meio de um comunicado divulgado pela rede social Facebook, que decidiu cancelar esse desfile.


Segundo a nota, a decisão foi motivada pela sujeira deixada pelos foliões, que urinam na rua. “Apesar da grande quantidade de banheiros disponibilizados pelas prefeituras das cidades durante o carnaval nos últimos anos, o número de pessoas fazendo xixi nas ruas ainda era assustador. No final da festa, o que ficava para trás era simplesmente inaceitável. E o impacto disso para a comunidade vai muito além da sujeira que se acumula em postes, árvores, monumentos e demais locais públicos: os arredores se transformavam em um verdadeiro esgoto a céu aberto, obrigando moradores e turistas a conviver com um cheiro insuportável, além da presença de ratos, baratas e o risco de contaminação de doenças”, afirma a nota. “Não podíamos mais ver o estado em que as ruas ficavam e continuar fingindo que nada acontecia.

Esperamos que este nosso manifesto sirva para conscientizar, e que a partir de agora as coisas mudem e nós não precisemos mais conviver com esse tipo de problema. Em 2016, estaremos de volta”, continua a nota.

A reportagem tentou contato com os integrantes da banda, que não se manifestaram até as 19 horas.

O Bangalafumenga é o quinto bloco a anunciar o cancelamento de seus desfiles neste ano. Bloco Cru, Azeitona Sem Caroço, Vem Ni Mim Que Sou Facinha e Exalta Rei! já tinham divulgado que não vão desfilar em 2015, por razões diversas, entre elas a falta de patrocínio. A Prefeitura do Rio está oferecendo 24.525 posições de banheiros químicos durante os desfiles dos blocos. Quem urina na rua pode ser detido e multado em R$ 170. Durante este último final de semana, 98 pessoas foram detidas nessa situação - 15 mulheres e 83 homens, incluindo 2 estrangeiros (portugueses).

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneirocarnavalBangalafumenga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.