Coquetel molotov é arremessado contra UPP Morro do Turano

Garoto de 14 anos teria jogado artefato em represália a um tiroteio e foi apreendido; um veículo foi atingido, mas ninguém ficou ferido

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

28 Outubro 2014 | 11h00

RIO - Um coquetel molotov foi arremessado contra a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Turano, na zona norte do Rio de Janeiro, na noite desta segunda-feira, 27. Um veículo foi atingido, mas ninguém ficou ferido. Depois do ataque, policiais da UPP apreenderam um menor de 14 anos, apontado como o responsável pelo arremesso do artefato explosivo. 

O ataque seria uma represália a um tiroteio que ocorreu mais cedo entre policiais militares e criminosos na comunidade. Na troca de tiros, um homem de 22 anos ficou ferido e foi levado para o hospital sob custódia. Com ele, segundo a PM, foram apreendidas uma submetralhadora e três pistolas.

O ataque à UPP foi por volta das 23h30 desta segunda-feira. O veículo atingido foi danificado no capô e no para-brisas. O caso foi registrado na 17ª Delegacia de Polícia Civil, em São Cristóvão, na zona norte.

Segundo a PM, não houve ocorrências na madrugada e o policiamento está reforçado na manhã desta terça-feira, 28.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.