Coronel que teve carro roubado depõe sobre morte de cabo

Guttemberg Conceição foi morto enquanto negociava devolução do veículo no Morro da Pedreira

Pedro Dantas, da sucursal do Rio,

01 de março de 2010 | 11h07

O comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, coronel Carlos Henrique Alves de Lima, presta depoimento nesta segunda-feira, 1,  na Corregedoria da Polícia Militar do Rio para esclarecer a morte do cabo Guttemberg Conceição, de 32 anos.

 

O PM foi morto no sábado quando supostamente negociava a devolução do carro da mulher do coronel, roubado por bandidos do Morro da Pedreira, em Costa Barros, no subúrbio da cidade.

 

De acordo com parentes da vítima, o cabo era motorista do coronel e foi a mando do oficial pagar o resgate de R$ 2 mil pelo carro. A negociação teria ocorrido por meio do celular da mulher do coronel, que foi roubado junto com o veículo.

 

O cabo e o coronel foram até a favela em uma viatura descaracterizada. Apenas o cabo subiu o morro onde foi morto por vários tiros. O carro não foi recuperado.

Tudo o que sabemos sobre:
Riocoronelassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.