Corpo de dona do Guimas será cremado na tarde desta sexta

Maria Cristina Bittencourt Mascarenhas foi assassinada com um tiro na cabeça após reagir a um assalto, próximo ao seu restaurante

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

18 de julho de 2014 | 09h59

RIO - O corpo da empresária Maria Cristina Bittencourt Mascarenhas, conhecida como Tintim, será cremado no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, região central do Rio de Janeiro, às 15h30 desta sexta-feira, 18. O velório começa ao meio-dia. Proprietária do restaurante Guimas, na Gávea, zona sul, ela foi assassinada com um tiro à queima-roupa na cabeça no início da tarde desta quinta-feira, 17.

Tintim havia saído do banco há poucos minutos e levava R$ 13 mil na bolsa para pagar os funcionários. Quando parou em uma barraca de roupas na Praça Santos Dumont, a cerca de 150 metros do Guimas, foi abordada por um assaltante. Ela reagiu e foi atingida pelo disparo.

O caso está sob responsabilidade do delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios. Ele já solicitou as imagens das câmeras de segurança dos prédios e restaurantes vizinhos para tentar identificar os criminosos.

Só o piloto usava capacete. Durante a ação criminosa, o carregador da pistola do ladrão caiu e foi recolhido do chão por policiais. "Ele deu um único tiro na cabeça, foi um disparo covarde e cruel", disse Barbosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.