Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Corretora de imóveis é assassinada na Barra da Tijuca

Mulher foi atingida por disparo ao sair de casa na tarde desta quarta. Polícia suspeita que crime tenha sido uma execução

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2018 | 18h26
Atualizado 15 Agosto 2018 | 19h22

Correções: 15/08/2018 | 19h18

RIO - A corretora de imóveis Karina Garofalo, de 53 anos, foi morta a tiros logo após sair de casa, a pé, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), na tarde desta quarta-feira, 15. Ela estava acompanhada do filho, de 13 anos, que não se feriu, segundo a polícia. Nesta terça-feira, 14, um professor foi morto durante uma tentativa de assalto no bairro

O atirador desceu de um veículo Renault preto, atirou quatro vezes e conseguiu fugir no mesmo veículo. Ele estava encapuzado. Como nada foi roubado, a polícia supõe que tenha sido uma execução.

Karina morava em um condomínio na Avenida Malibu, paralela à Avenida das Américas. Ao sair do prédio, a pé, por volta das 16h,  acompanhada pelo filho, ela foi baleada. A corretora morreu na hora. Seus objetos pessoais, como a bolsa, não foram levados.

A Delegacia de Homicídios do Rio investiga o caso e já começou a recolher imagens de câmeras de segurança da região.

Correções
15/08/2018 | 19h18

Uma versão anterior desta matéria informava que a corretora havia sido atingida no interior do seu veículo, enquanto dirigia. A informação foi corrigida na reportagem. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.