Prefeitura de Petrópolis
Prefeitura de Petrópolis

Cratera causa desmoronamento de casa em Petrópolis

Outras 50 residências foram interditadas pela Defesa Civil próximo à BR-040; não houve registro de feridos

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

07 Novembro 2017 | 18h12
Atualizado 16 Novembro 2017 | 10h12

RIO - Uma casa foi tragada por uma cratera que se abriu nesta terça-feira, 7, ao lado da pista da BR-040 (Rio-Petrópolis), em Petrópolis. Por causa do acidente, a Defesa Civil interditou outros 50 imóveis e retirou mais de 70 alunos de uma escola municipal. O trânsito foi interrompido na altura do quilômetro 83. Ninguém ficou ferido.

A prefeitura de Petrópolis anunciou no início da tarde que pretende entrar com uma queixa-crime contra a Concer - a concessionária que administra a BR-040.

+++ 2 operários morrem soterrados em deslizamento de terra em Minas

"O que vimos acontecer aqui hoje é um desastre humano, ambiental e também econômico", afirmou o prefeito Bernardo Rossi (PMDB). 

+++ Temporal causa desmoronamento de 19 casas em Carapicuíba

A Defesa Civil investiga as causas da abertura do buraco ao lado da pista de descida para o Rio. No local do acidente, a Concer estava construindo um túnel de cinco quilômetros de comprimento, como parte das obras de duplicação da pista. Os trabalhos foram abandonados há mais de um ano por falta de verbas.

O prefeito afirmou que já entrou em contato com os Ministérios dos Transportes e da Integração Nacional, além da Agência Nacional de Transportes Terrestres, pedindo atenção à situação. Rossi pediu também ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que concedeu uma licença ambiental para a obra, que faça uma vistoria no local. O Conselho Regional de Arquitetura e Engenharia (Crea) também esteve no local para emitir um laudo.

"Por enquanto ainda é cedo para determinar o que causou o desmoronamento, mas estamos levantando hipóteses", afirmou o coordenador da Câmara de Engenharia Civil do Crea, Jorge Luiz Mattos. "A obra de duplicação da estrada foi abandonada há quase dois anos, e já estamos pedindo explicações aos responsáveis."

 

Em nota oficial, a Concer informou que colocou uma equipe especializada dedicada exclusivamente a prestar assistência às famílias afetadas pelo acidente. Especialistas da empresa já iniciaram a avaliação técnica do local. "Ainda é prematuro apontar a causa ou as causas do incidente", informaram.

Técnicos da Defesa Civil e equipes das Secretarias de Assistência Social e Meio Ambiente atuam no local do acidente. As famílias evacuadas - entre as quais se encontram três pessoas acamadas e um cadeirante - foram encaminhadas para a Igreja Comunidade Nossa Senhora Aparecida, onde uma equipe da Guarda Civil será mantida. Outra equipe permanece nas áreas de acesso ao local atingido para ajudar na segurança das moradias que precisarem ser evacuadas.

A pista da BR-040 na altura do local da abertura do buraco foi totalmente interditada. A estrada também foi fechada para o trânsito de veículos pesados a partir do quilômetro 21 - com o desvio sendo feito pela Rodovia Presidente Dutra.

A interdição, no entanto, não está interferindo nos acessos a Petrópolis. A entrada e a saída da cidade não estão comprometidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.