Criminosos assaltam dois policiais e os obrigam a tirar a roupa

Casos aconteceram em Barros Filho e Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro; um dos PMs foi ferido no joelho - ninguém foi preso

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

17 de julho de 2015 | 09h43

RIO - Dois policiais militares foram submetidos a constrangimento e tiveram que tirar a roupa em dois assaltos seguidos na zona norte do Rio de Janeiro. Ambos são lotados no 9° Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Rocha Miranda, na zona norte. Um deles foi baleado.

O primeiro soldado foi abordado na Estrada João Paulo, em Barros Filho. Criminosos, ao suspeitarem que ele fosse policial, mandaram que ele tirasse a roupa em busca de uma suposta arma. Como não estava armado, ele foi colocado no porta-malas do próprio carro e levado para um local mais deserto. 

A Polícia Militar foi acionada por um morador que viu a ação e, quando encontrou os criminosos, houve troca de tiros. Um deles acabou ferindo o PM sequestrado no joelho. Ele foi encaminhado para um hospital da região com quadro de saúde estável.

Os suspeitos, entretanto, conseguiram fugir, e, já em Madureira, na zona norte, praticaram outro assalto, novamente contra um PM do mesmo batalhão. Os criminosos, novamente, mandaram que o policial tirasse todas as roupas e entregasse todos os pertences. Só de cueca, a vítima conseguiu fugir para o Mercadão de Madureira, onde foi socorrido pelo Patrulhamento Motorizado Especial do corredor de ônibus BRT. 

Nos dois casos, os veículos foram abandonados pelos assaltantes e recuperados. A Polícia Civil afirma que três dos autores dos crimes já foram identificados e os agentes, agora, realizam buscas.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.