Criminosos fazem arrastão na Barra da Tijuca e bloqueiam via

Uma vítima foi agredida com uma coronhada e um PM se jogou de ponte com medo de ser reconhecido; ao menos 7 foram assaltados

O Estado de S. Paulo

04 Março 2015 | 09h22

RIO - Criminosos armados bloquearam uma das vias mais movimentadas da Barra da Tijuca, bairro nobre da zona oeste do Rio de Janeiro, em um arrastão por volta de 22h30 desta terça-feira, 3. O bando agiu nos dois sentidos da Avenida Ayrton Senna, na altura da Vila do Pan (construída para abrigar os atletas do Pan-Americano de 2007). Eles roubaram pelo menos sete carros.

Uma das vítimas foi agredida com uma coronhada na cabeça e foi atendida no Hospital Lourenço Jorge, na Barra.

Já um policial militar que trafegava de carro percebeu a movimentação também ficou ferido ao se jogar de uma ponte estaiada próxima ao local. Ele levava a farda de PM no porta-malas do carro e teve medo de ser reconhecido pelos bandidos. Caiu em um curso d'água que liga as lagoas de Jacarepaguá e Tijuca.

Policiais do 31º e do 18º  Batalhões de Polícia Militar foram acionados, mas os ladrões acabaram fugindo. Antes da ação na Ayrton Senna, eles já haviam feito assaltos perto do Shopping Via Parque. O caso foi registrado na 16ª Delegacia de Polícia (Barra). Uma das vítimas que estavam na delegacia afirmou que um dos homens era mais violento e ameaçava matar os motoristas. 

Nas redes sociais, moradores da Barra relatavam medo e surpresa com o arrastão. "Arrastão no mergulhão da Barra em frente ao Carrefour. Vários homens com fuzis, carros voltando na contramão. Que Deus guarde e livre nossas famílias", escreveu uma internauta no Facebook.

"Que assaltavam pessoas com chinelo aqui na Barra eu já sabia... Agora essa história de arrastão com fuzil, socorro", disse uma usuária do Twitter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.