Criminosos fazem arrastão na Linha Vermelha e atacam carro da polícia um dia após megaoperação

Ação que mobilizou 5 mil agentes de segurança prendeu 14 pessoas no Rio de Janeiro

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2017 | 11h45

RIO - Um dia após a megaoperação promovida no Rio, em conjunto pelas Forças Armadas,Força Nacional de Segurança e polícias Federal, Civil e Militar, criminosos fizeram um arrastão e assaltaram motoristas na Linha Vermelha, via que liga a capital fluminense à Baixada , na manhã deste domingo, 6.

Um carro da Polícia Civil que passava no momento do assalto  também foi atacado pelos bandidos, que dispararam contra os agentes. Um policial foi atingido de raspão da cabeça. Um tiro atingiu o veículo ds corporação, que se incendiou. A ação ocorreu na altura do município de São João de Meriti. A Polícia Civil não quis detalhar o caso e limitou-se a informar que “o policial foi medicado e está bem”.

A cidade amanheceu neste domingo sem a presença, nas ruas, das forças militares e policiais. Elas se aquartelaram após a operação deste sábado, 5. A Estrada Grajaú-Jacarepaguá, interditada por blindados na véspera, tem tráfego normal. A ação prendeu, nas ruas, 14 pessoas e apreendeu apenas três pistolas, embora tenha envolvido quase 5 mil agentes de segurança. Outros mandados de prisão foram cumpridos contra suspeitos que já estavam presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.