Jorge Marinho/Governo do Rio de Janeiro
Jorge Marinho/Governo do Rio de Janeiro

Denúncia por WhatsApp impede roubo de caixas com retroescavadeira

Avisada com antecedência, Polícia Civil montou operação de vigilância em São Gonçalo, mas não conseguiu prender os criminosos

Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2017 | 12h10

RIO - Criminosos usaram uma retroescavadeira para invadir um posto de gasolina e tentar roubar quatro caixas eletrônicos, na madrugada desta quarta-feira, 22, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Eles foram surpreendidos pela Polícia Civil, que foi avisada com antecedência e impediu o crime, mas não conseguiu prender o bando.

Os criminosos fugiram após disparar contra o veículo blindado da polícia usado na operação. A quadrilha seguiu em direção ao Complexo de Favelas do Salgueiro, que fica no município. Ninguém foi preso.

A Polícia Civil informou oficialmente ter recebido, por meio do WhatsApp, uma denúncia anônima sobre "a iminente ação de uma quadrilha especializada na subtração de caixas eletrônicos". A partir daí, fez investigações e identificou o local onde ocorreria o ataque.

Os policiais montaram uma discreta operação de vigilância no posto onde seria o assalto, na Praça Leonor Correia, no bairro da Trindade. Por volta das 3 horas,os agentes surpreenderam a chegada da quadrilha. Houve tiroteio.

Foram apreendidos munições e cápsulas deflagradas de fuzil, cápsulas deflagradas de pistola, um trator com concha tipo retroescavadeira, uma granada de fragmentação, um carro, um caminhão e um telefone celular. O Esquadrão Antibombas também participou da ação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.