Dois policiais morrem após discussão em shopping no Rio de Janeiro

Briga causou pânico no local; Divisão de Homicídios vai investigar as mortes

Tiago Rogero - Estadão.com.br,

29 de maio de 2011 | 11h23

Rio de Janeiro - Uma discussão entre um policial civil e um militar terminou com a morte dos dois ontem à noite no Bangu Shopping, na zona oeste do Rio. Segundo a polícia, eles começaram a discutir dentro de uma da loja Leroy Merlin, por volta de 21h40. Os dois estavam armados, e a esposa de um deles ligou para o 190.

Logo depois, chegaram dois policiais do 14º BPM (Bangu). O policial civil, que seria um inspetor da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (Polinter), identificado apenas como Gilmar, teria sacado a arma e atirado na cabeça do segundo sargento, Tony, que trabalhava no Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

Um dos militares acionados para atender a ocorrência teria então revidado e atirado contra o policial civil. Houve pânico e correria entre os clientes, e a loja foi fechada. Os dois baleados foram levados para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, também na zona oeste, mas não resistiram aos ferimentos.

O caso foi encaminhado à Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil. Segundo os agentes de plantão neste domingo, o caso será repassado amanhã a uma equipe que vai dar início às investigações. Segundo a polícia, o inspetor e o sargento seriam casados com duas irmãs, mas ainda não há informações sobre o que teria provocado a discussão.

Tudo o que sabemos sobre:
Bangupolicia civilpolicia militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.