CARLOS CHICARINO/ ESTADAO CONTEUDO
CARLOS CHICARINO/ ESTADAO CONTEUDO

Dois são mortos em novo tiroteio no Morro da Coroa, no Rio

No local, quatro pessoas morreram após serem baleadas na última sexta; ruas ficaram vazias em torno da favela

Luciana Nunes Leal, O Estado de S. Paulo

10 Maio 2015 | 11h55

Atualizada às 14h30

RIO - Dois homens morreram atingidos por balas durante tiroteio entre policiais e traficantes no Morro da Coroa, em Santa Teresa (região central), na manhã deste domingo, 10. Na noite de sexta-feira, 8, durante tentativa de invasão na favela por uma facção rival, do Morro do Fallet, quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas. 

Segundo moradores, a troca de tiros deste domingo aconteceu por volta das 10 horas. As duas vítimas já estavam mortas quando chegaram ao Hospital Municipal Souza Aguiar. Diego Rodrigues, de 20 anos, foi atingido no pescoço e um jovem não identificado levou um tiro no olho, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML).


A Coordenadoria das Unidades de Polícia Pacificadora (CPP) confirmou, em nota, que “na manhã deste domingo foram ouvidos disparos na comunidade da Coroa”. As mortes não foram mencionadas na nota. Segundo a CPP, o policiamento na região está reforçado pelo Comando de Operações Especiais (COE). Policiais da UPP patrulham os acessos à favela. 

A UPP está instalada no conjunto de favelas Coroa, Fallet e Fogueteiro desde fevereiro de 2011. Segundo moradores, o confronto deste domingo aconteceu entre policiais do Batalhão de Choque e criminosos. 

Entre os feridos na sexta-feira, está Gabrielle Prazeres, de 22 anos, grávida de cinco meses, atingida do tórax. Ela continua internada no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Gabrielle está lúcida, estável e não houve problemas com o bebê. A equipe médica decidiu não operar a jovem. Três rapazes menores de idade que jogavam futebol durante a invasão da facção rival ao Morro da Coroa também foram atingidos. Um deles, ferido na mão esquerda, continua internado. Um homem de 44 anos que levou um tiro entre o tórax e o abdome e foi operado no sábado, 9. 

Mais conteúdo sobre:
riouppmorro da coroa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.