Dois suspeitos morrem em tiroteio durante reconstituição de crime

Troca de tiros ocorreu no Morro da Mineira, no centro do Rio, quando policiais acessavam o Morro da Coroa

Alfredo Mergulhão, O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2016 | 19h20

RIO - Dois suspeitos morreram em uma troca de tiros no Morro da Mineira, no centro do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira, 5. O tiroteio aconteceu no momento em que policiais civis entravam no Morro da Coroa, que fica em frente, para fazer a reconstituição de um crime. As duas comunidades são atendidas por Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).

O delegado Marcus Henrique de Oliveira Alves, titular da 5ª Delegacia de Polícia, disse que sua equipe subia a Coroa quando foi atacada a tiros por bandidos da Mineira. Os agentes revidaram, segundo o policial. O confronto resultou nas duas mortes.

"Nós estávamos com apoio de policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) para fazer a reconstituição. Eles perseguiram os suspeitos e houve confronto", disse o delegado. Os dois baleados chegaram a ser levados ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas morreram. 

Os agentes da Core informaram ter apreendido quatro granadas e munições calibre 9 milímetros com os suspeitos. O material estaria em uma mochila dentro de uma casa, no alto da Mineira.

Mesmo com o tiroteio, a Polícia Civil conseguiu reconstituir a morte do entregador de pizzas Rafael Neris, de 23 anos. "O clima estava tenso, mas conseguimos fazer o trabalho", contou o delegado. Neris morreu ao ser baleado em julho de 2015 durante uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM). 

Mais duas favelas com UPPs foram palco de tiroteios entre policiais militares e bandidos nesta terça-feira, 5. Na subida do Morro dos Prazeres, em Santa Tereza, no Centro, o confronto resultou em um policial ferido por estilhaços. Ele foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio. O estado de saúde dele não foi divulgado.

Na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, zona sul, houve tiroteio por volta das 14h. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), policiais faziam patrulha quando criminosos armados atiraram. Não há informações sobre feridos no incidente. O policiamento está reforçado no local.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.