Silvia Izquierdo/AP
Silvia Izquierdo/AP

Dois tiroteios e explosão de granada assustam moradores da Rocinha

Policiais apreenderam três granadas caseiras, drogas, munições e carregadores para fuzil, rifle e metralhadora

Daniela Amorim , O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2017 | 15h51

RIO - A favela da Rocinha, em São Conrado, teve mais um dia de violência neste sábado, 14. Ao menos dois tiroteios foram registrados ao longo do dia, além da explosão de uma granada.

Segundo informações da Polícia Militar, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) faziam patrulhamento no fim da noite de sábado pela rua Um quando foram alvo de tiros disparados por um grupo de criminosos. Houve tiroteio. 

Após o confronto, os policiais apreenderam três granadas caseiras, drogas, munições e carregadores para fuzil, rifle e metralhadora. 

+++ Mulher de Nem, Xerifa da Rocinha é presa na Ilha do Governador

Pela manhã, por volta das 9h de sábado, traficantes já tinham atirado contra policiais que estavam na entrada do Beco 199 da favela. Também houve tiroteio, mas não há registro de feridos.

Mais cedo, ainda de madrugada, bandidos jogaram uma granada contra os policiais que estavam na Estrada da Gávea. O artefato explodiu perto de uma das bases da Unidade de Polícia Pacificadora instaladas na comunidade, mas ninguém ficou ferido. 

A Polícia Militar reforçou o patrulhamento na Rocinha desde o último dia 18, como parte dos esforços para localizar e prender os envolvidos na disputa pelo tráfico de drogas na região.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.