Ernesto Rodrigues/Estadão - 10/1/2019
Ernesto Rodrigues/Estadão - 10/1/2019

Doria quer ser parceiro de Witzel em educação, saúde e turismo

Ao visitar o terceiro camarote em pouco mais de uma hora de presença na Sapucaí, dois deles de empresas, Doria negou que tenha objetivos políticos com sua presença no carnaval carioca

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

04 de março de 2019 | 00h42

RIO DE JANEIRO - O governador de São Paulo, João Doria, quer desenvolver projetos em conjunto com o Rio de Janeiro nas áreas de saúde, educação e turismo. Mas isso só deve acontecer após a aprovação da Reforma da Previdência no Congresso, disse Doria, depois de deixar o camarote do governo fluminense, na Marquês de Sapucaí, no Rio. 

"Outro programa que vamos avançar muito em breve é na área de cultura", complementou. Ao visitar o terceiro camarote em pouco mais de uma hora de presença na Sapucaí, dois deles de empresas, Doria negou que tenha objetivos políticos com sua presença no carnaval carioca.

"Estou aqui por minha livre e espontânea vontade. Venho como entusiasta do carnaval. Fui presidente da Embratur e sou um apaixonado por carnaval onde quer que ele aconteça", argumentou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.