Reprodução / TV GLOBO
Reprodução / TV GLOBO

Dr. Jairinho foi a aniversário horas após a morte de Henry Borel

Na festa, vereador teria passado a maior parte do tempo em quarto com o pai, o ex-deputado Coronel Jairo

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2021 | 16h37

RIO - Preso acusado de matar o enteado de 4 anos, o vereador carioca Dr. Jairinho (Solidariedade) compareceu a uma festa de aniversário horas depois da morte do menino Henry Borel. Em depoimento à polícia, a ex-mulher do parlamentar, Ana Carolina Netto, disse ainda que ele passou a maior parte do tempo conversando num quarto com o pai, o ex-deputado estadual Coronel Jairo.

A informação foi publicada neste domingo, 11, pelo jornal O Dia. O advogado de Jairinho, André França Barreto - que teria sido indicado pelo pai no momento da festa -, afirma que desconhece a ida ao aniversário da irmã do vereador. Ele defendeu o ex-deputado no âmbito da operação Furna da Onça, em 2018, que levou Jairo à prisão. 

No depoimento, a mãe dos filhos de Jairinho disse que ficou sabendo da morte de Henry, filho de Monique Medeiros, naquele mesmo dia, 8 de março, por meio do motorista dele. "Ele disse que o menino havia falecido mas não soube explicar o motivo, só dizendo que Jairinho estava no hospital", apontou.

Na noite daquele dia 8, Ana levou os filhos à festa da irmã do político e sua ex-cunhada, Thalita, na zona oeste do Rio, onde sentiu um “clima pesado” na família do parlamentar. Henry foi morto na madrugada anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.