Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Duas pessoas morrem em conflito em comunidade da zona oeste do Rio

Tiroteio aconteceu após operação promovida pela Polícia Militar para reprimir ações de traficantes e milicianos

O Estado de S.Paulo

15 Abril 2018 | 21h24

Pelo menos duas pessoas morreram no confronto entre policiais e supostos criminosos na comunidade Bateau Mouche, na Praça Seca, na zona oeste da cidade do Rio, na manhã de hoje (15). Policiais do 18º Batalhão de Polícia Militar, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Batalhão de Ações com Cães estão desde cedo no local, reprimindo o tráfico de drogas e a milícia.

Duas pessoas também acabaram presas na operação, que apreendeu duas pistolas, 19 munições, além de 1,4 mil papelotes de cocaína, 24 tabletes e 332 trouxinhas de maconha, pedras de crack, um rádio transmissor e uma gandola (farda) da Polícia Militar. Os agentes continuam no local.

+ Policial militar é assassinado em tentativa de assalto na região metropolitana do Rio

Há meses, os moradores da comunidade relatam tiroteios e disputa de território entre facções do tráfico de drogas e grupos paramilitares pelo controle da comunidade. Além do tráfico de entorpecentes, os criminosos lucram com serviços ilegais, como segurança e TV a cabo.

Com tiroteios e ações policiais frequentes, os moradores da comunidade têm de evitar sair de casa por dias, às vezes. O aplicativo Fogo Cruzado, que monitora relatos de tiros na cidade, mostra que a região tem pelo menos um tiroteio por dia.

(Com Agência Brasil)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.