Empresário acusado de agredir ex-noiva é preso

Rafael Hermida e Carolina Mandin brigaram pela primeira vez em fevereiro, depois que ela usou uma câmera oculta para flagrá-lo agredindo suas cadelas

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2015 | 17h07

RIO - O empresário Rafael Hermida, de 34 anos, que teve a prisão preventiva decretada no dia 3 de julho sob acusação de ter agredido a ex-noiva durante uma festa, foi preso nesta quinta-feira, 23, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). O local exato da prisão não havia sido divulgado pela polícia até as 16h30 desta quinta.

Hermida e a ex-noiva, Carolina Mandin, brigaram pela primeira vez em fevereiro, depois que ela usou uma câmera oculta para flagrar o rapaz agredindo duas cadelas dela. O caso foi ao Juizado Especial Criminal, mas Hermida faltou às duas audiências marcadas. Ele não foi encontrado pelo oficial de Justiça para ser intimado desses compromissos, mas o processo continua.

Na madrugada de 12 de junho, Hermida e a ex-noiva se encontraram em uma festa no Jockey Club, na Gávea (zona sul). Ela acusa Rafael de tê-la agredido com socos e chutes. O caso foi registrado na 15ª DP (Gávea) e, no dia 3 de julho, o 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher decretou a prisão preventiva dele. Hermida estava foragido desde então.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.