Engenheiros que projetaram ciclovia prestam depoimento

O delegado José Alberto Pires Lages conduz a investigação no âmbito criminal; dois homens morreram após desabamento

Alfredo Mergulhão, O Estado de S. Paulo

29 Abril 2016 | 15h25

RIO - Os três engenheiros que projetaram a Ciclovia Tim Maia vão prestar depoimento na 15° Delegacia de Polícia (Gávea) na tarde desta sexta-feira, 29. Um trecho da via, na Avenida Niemeyer, na zona sul do Rio, desabou no dia 21 de abril e o acidente provocou a morte de duas pessoas.

O engenheiro Ioannis Saliveros Neto, funcionário do consórcio Contemat-Concrejato, vencedor da licitação, foi o primeiro a chegar ao local por volta das 14h e já dá esclarecimentos na delegacia. Ele não falou com a imprensa. Marcello José Ferreira Carvalho e Hércules Bruno Neto ainda estão a caminho da delegacia. O trio de profissionais assina o projeto estrutural da ciclovia.

Saliveros ainda atua no consórcio Contemat-Concrejato. Os outros dois engenheiros deixaram o grupo empresarial. Carvalho agora trabalha na Retrofit Engenharia. Bruno Neto deixou em outubro do ano passado. Ele ocupava o cargo de Coordenador de Projetos na empresa.

Os depoimentos são prestados ao delegado José Alberto Pires Lages, que conduz a investigação no âmbito criminal. Na quinta-feira, os engenheiros Fabio Soares de Lima e Ernesto Ferreira, ambos da Geo-Rio, prestaram depoimento durante quase quatro horas. Na quarta, o geólogo Elcio Romão Ribeiro deu esclarecimentos e deixou a delegacia afirmando que a obra tinha condições de ser inaugurada. O conteúdo dos depoimentos não foi divulgado.

Mais conteúdo sobre:
Neto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.