Estudante de Direito é morto em assalto na zona oeste do Rio

Segundo relato da namorada, criminoso teria subido na garupa da moto de Ignácio Felipe Costa e obrigado a vítima a pilotar o veículo

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2017 | 17h21

RIO - O estudante de Direito Ignácio Felipe Costa Cusatis, de 26 anos, morreu após ser baleado durante um assalto na madrugada de domingo, 25, na zona oeste do Rio.

Cusatis saía de uma lanchonete na Freguesia pilotando sua moto Yamaha XTZ 150 Crosser e acompanhado pela namorada, quando foi rendido por um homem armado. Segundo a namorada relatou em redes sociais, o criminoso obrigou Cusatis a pilotar a moto e subiu na garupa, no lugar dela. Ela não teve notícias do namorado até o início da manhã de domingo.

Segundo a Polícia Militar, testemunhas contaram que Cusatis pilotava a moto pela Avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca, quando tentou reagir a um assalto puxando um criminoso que fugia dirigindo sua moto.

O criminoso era acompanhado por comparsas em um Honda Civic. Eles atiraram várias vezes contra Cusatis, atingindo o tórax.

Socorrido ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, o estudante de Direito morreu por volta das 5h, durante uma cirurgia.

O caso foi registrado na 32ª DP (Taquara). Cusatis seria enterrado às 16h30 desta segunda-feira, 26, no cemitério da Pechincha, em Jacarepaguá (zona oeste).

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.